quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

E-Book O SANTO ROSÁRIO

Caríssimos Irmãos e Irmãs,

Quer ser feliz Evangelizando?
Quer ser alegre na Fé?


Tenho uma oferta GRATUITA de um E-book para você aprender as orações e a organização do Santo Rosário e um aplicativo de celular para você rezar o Terço onde quiser.


Pegue o seu e compartilhe!


Clique aqui e Baixe o e-book e o aplicativo GRATUITAMENTE.

Acesse: https://npdbrasil.net.br/os-misterios-do-rosario/

Como Catequizar seus Filhos em Casa

Curso: Como Catequizar seus Filhos em Casa

Curso COMO CATEQUIZAR SEUS FILHOS EM CASA. Um curso desenvolvido para ajudar pais, mães, padrinhos e madrinhas a cumprirem bem suas responsabilidades assumidas perante a Igreja de manter seus filhos e afilhados no caminho da fé.

Rafael e Aline Brodbeck
Casal católico e gaúcho, pais de quatro filhos, tentando ajudar as famílias e seus lares com a luz do Evangelho. Veja mais sobre eles clicando aqui.


Formato do Curso: Site de Membros, Serviços de Assinatura

Este é um produto digital com aulas de vídeo e apostilas em PDF, você receberá os dados para acessá-lo via internet. Veja o preço mais abaixo.

CURSO: COMO CATEQUIZAR SEUS FILHOS EM CASA

Nosso curso ajudará você, pai, mãe, padrinho e madrinha, ou mesmo que ainda não tenha filhos ou afilhadas e nem mesmo seja casado, as melhores formas de ajudar uma criança a ter uma excelente formação doutrinária católica NO LAR, seja por uma preparação exclusiva para a Primeira Comunhão, seja como complementação ao curso de catequese da sua paróquia ou movimento, ou até como um curso permanente de perseverança na fé.

Veja abaixo como este curso está preparado especialmente para você. Dúvidas? Continue lendo este artigo que vou te ajudar a esclarecer suas dúvidas.

Oito aulas:

Aula 01: Apresentação
Aula 02: A função dos pais como catequistas e o propósito da catequese no lar
Aula 03: Princípios pedagógicos aplicados à catequese no lar
Aula 04: Os temperamentos e como isso influencia no aprendizado da criança
Aula 05: Respeitando a maturidade da criança, mas incentivando-a a ir além
Aula 06: Como preparar um bom plano de aula
Aula 07: O conteúdo do livro de catequese e como tirar maior proveito dele
Aula 08: Preparando seus filhos para se confessar e comungar
MAIS: DUAS AULAS BÔNUS e UM E-BOOK em PDF

Formato: Site de Membros, Serviços de Assinatura
Este é um produto digital, você receberá os dados para acessá-lo via internet.
$
R$ 320,00
ou até 12X no cartão.
Compra 100% segura 
Powered by Powered by Hotmart

Dúvidas? Esse curso é para mim?Como catequizar seus filhos em casa.
A responsabilidade dos pais na transmissão da fé cristã às crianças é primordial. Faz parte dos votos matrimoniais. É uma obrigação espiritual, teológica, moral e canônica.

Você tem dúvidas de como educar seus filhos com os conteúdos indispensáveis à sua formação catequética? Faça o nosso curso!

Quer aprender como catequizar seus filhos em casa? Faça o nosso curso!

Com eficácia, transmitindo doutrina segura e os ajudando a crescer não só no conhecimento da fé católica como na intimidade com Cristo e na busca pela santidade? Faça o nosso curso!

Quer aplicar princípios pedagógicos sérios na catequese infantil no lar e entender o processo de conduzir as crianças a Deus? Faça o nosso curso!

Está perdido quanto ao conteúdo que deve ser passado? Faça o nosso curso!

É um excelente curso em várias aulas em vídeo, capacitando você a ser um exímio catequista dos seus filhos, entendendo o que e como deverá abordar ao catequizar seus filhos.

Não perca mais tempo!
Valor do Curso: R$320,00 ou até 12x no cartão.
Clique aqui e COMPRE AGORA!

SOBRE OS AUTORES DO CURSO COMO CATEQUIZAR SEUS FILHOS EM CASA

Eu, Aline, tenho com mais de dez anos de experiência em educação infantil, e meu marido Rafael  é profundo conhecedor da doutrina da Igreja e estudioso dos temas da Igreja desde 1994, fundador e diretor-geral do Salvem a Liturgia, e foi membro por muitos anos da equipe do melhor site de apologética em língua portuguesa, o Veritatis Splendor, além de ter artigos publicados no site oficial da Congregação para o Clero, no Vaticano, e ser autor de vários livros religiosos recomendados por grandes Bispos. Ou seja, nós dois juntos temos experiência e condições de ajudar você a preparar uma série excelente de aulas para a catequese doméstica dos seus filhos.

O Rafael e eu somos casados desde 2008 e já temos quatro filhos. Ensinamos os rudimentos da fé católica a todos eles, e a mais velha, Maria Antônia, com cinco anos, já está sendo formalmente catequizada justamente com esse método que iremos propor no curso.

Como temos custos e estudamos para dar esse curso, que fizemos com muito amor e carinho para nossos queridos leitores, cobramos uma taxa que ajudará na manutenção de nosso apostolado. Manter um blog custa dinheiro, e comprar os livros necessários para repassar o conteúdo para vocês também. O tempo gasto na preparação das aulas também é algo a se considerar.

Se você tivesse que aprender por si só e comprar todos os materiais que estão em nossa biblioteca, gastaria anos estudando e se formando e teria que investir muito dinheiro. Todavia, estamos facilitando as coisas para você, pois entendemos que nosso trabalho é um apostolado, uma ajuda.

E um excelente curso em várias aulas em vídeo, capacitando você a ser um exímio catequista dos seus filhos, entendendo o que deverá abordar, sairá por muito menos do que você imagina.

Considere não como um pagamento ou um gasto, MAS COMO UM INVESTIMENTO na formação espiritual e doutrinária de seus filhos.

Não tenha medo!
Seja o catequista de seus filhos em casa!
Nós te ajudaremos nesta tarefa!

Formato: Site de Membros, Serviços de Assinatura
Este é um produto digital, você receberá os dados para acessá-lo via internet.
$
R$ 320,00
ou até 12X no cartão.
Compra 100% segura 
Powered by Powered by Hotmart


O que a memória ama

“O que a memória ama, fica eterno.”
Texto recebido via WhatsApp. Autora: Fabíola Simões.


Quando eu era pequena, não entendia o choro solto da minha mãe ao assistir a um filme, ouvir uma música ou ler um livro. O que eu não sabia é que minha mãe não chorava pelas coisas visíveis. Ela chorava pela eternidade que vivia dentro dela e que eu, na minha meninice, era incapaz de compreender. O tempo passou e hoje me emociono diante das mesmas coisas, tocada por pequenos milagres do cotidiano.

É que a memória é contrária ao tempo. Enquanto o tempo leva a vida embora como vento, a memória traz de volta o que realmente importa, eternizando momentos. Crianças têm o tempo a seu favor e a memória ainda é muito recente. Para elas, um filme é só um filme; uma melodia, só uma melodia. Ignoram o quanto a infância é impregnada de eternidade.

Diante do tempo envelhecemos, nossos filhos crescem, muita gente parte. Porém, para a memória ainda somos jovens, atletas, amantes insaciáveis. Nossos filhos são crianças, nossos amigos estão perto, nossos pais ainda vivem.

A frase do título é de Adélia Prado: "O que a memória ama, fica eterno". Quanto mais vivemos, mais eternidades criamos dentro da gente. Quando nos damos conta nossos baús secretos – porque a memória é dada a segredos – estão recheados daquilo que amamos, do que deixou saudade, do que doeu além da conta, do que permaneceu além do tempo.

A capacidade de se emocionar vem daí: quando nossos compartimentos são escancarados de alguma maneira. Um dia você liga o rádio do carro e toca uma música qualquer, ninguém nota, mas aquela música já fez parte de você – foi o fundo musical de um amor, ou a trilha sonora de uma fossa – e mesmo que tenham se passado anos, sua memória afetiva não obedece a calendários, não caminha com as estações; alguma parte de você volta no tempo e lembra aquela pessoa, aquele momento, àquela época...

Amigos verdadeiros têm a capacidade de se eternizar dentro da gente. É comum ver amigos da juventude se reencontrando depois de anos – já adultos ou até idosos – e voltando a se comportar como adolescentes bobos e imaturos. Encontros de turma são especiais por isso, resgatam as pessoas que fomos, garotos cheios de alegria, engraçadinhos, capazes de atitudes infantis e debiloides, como éramos há 20 ou 30 anos. Descobrimos que o tempo não passa para a memória. Ela eterniza amigos, brincadeiras, apelidos... mesmo que por fora restem cabelos brancos, artroses e rugas.

A memória não permite que sejamos adultos perto de nossos pais. Nem eles percebem que crescemos. Seremos sempre "as crianças", não importa se já temos 30, 40 ou 50 anos. Pra eles a lembrança da casa cheia, das brigas entre irmãos, das estórias contadas ao cair da noite... ainda são muito recentes, pois a memória amou, e aquilo se eternizou.

Por isso é tão difícil despedir-se de um amor ou alguém especial que por algum motivo deixou de fazer parte de nossas vidas. Dizem que o tempo cura tudo, mas não é simples assim. Ele acalma os sentidos, apara as arestas, coloca um band-aid na dor. Mas aquilo que amamos tem vocação para emergir das profundezas, romper os cadeados e assombrar de vez em quando. Somos a soma de nossos afetos, e aquilo que amamos pode ser facilmente reativado por novos gatilhos: somos traídos pelo enredo de um filme, uma música antiga, um lugar especial.

Do mesmo modo, somos memórias vivas na vida de nossos filhos, cônjuges, ex-amores, amigos, irmãos. E mesmo que o tempo nos leve daqui seremos eternamente lembrados por aqueles que um dia nos amaram.

Tarde de Domingo no Sertão


Linda tarde de domingo...
Nada a fazer...
Estou de passagem por uma pequena cidade, longe de casa, no sertão do Brasil...

Já percorri todas as quatro ruas da Vila...
Vi o povo simples e feliz conversando com os vizinhos embaixo de frondosas árvores...

Um vento suave sopra à noroeste amenizando o calor do sol forte já iniciando seu declínio ao Oeste...

Fui à missa de manhã na pequena Capela...
Me emocionei pela simplicidade e pureza da fé do povo...
Rezei por mim e por minha família... Também lembrei da imensa fé de minha mãe...
Chorei de saudades de um tempo feliz que nunca pude viver...

Comidinha caseira feita com amor no fogão de lenha pela velha senhora dona da pensão humilde, mas extremamente limpa ... Dá até pra ver minha imagem refletida no vermelhão encerado do chão lustrado pelo pesado escovão de ferro...

Melancolia pelas lembranças da passada infância...
Nostalgia pela saudade do tempo que se foi...
Solidão pelo vazio na alma pela insegurança em busca do amor ...

Até quando este coração vai suportar a falta de um grande amor...
Uma Mulher Carinhosa e Sonhadora que seja a razão de minha paixão...
Até quando...

Pensamentos do Tio Vavá...
Em algum lugar dos sertões no interior do Brasil...